Metrópole Logística

A importância do custo logístico na sua empresa

O que é custo logístico?

Os custos logísticos são todos os gastos relacionados às atividades logísticas de um negócio. Entre eles, podemos destacar a armazenagem, o transporte e a frota. Para entender melhor o que é o custo logístico, é preciso conhecê-los, organizá-los e monitorá-los constantemente, evitando que ultrapassem o limite do ideal.

Custo logístico

O custo logístico é todo aquele custo pelo qual a cadeia de produção da sua empresa é dependente para produzir algo. O custo logístico representa um tipo de custo muito significativo dentro das empresas. São identificados nos estoques, inventário, embalagem, fluxo de informações, movimentação, aspectos legais, planejamento operacional, armazenagem e serviço ao cliente, até suprimentos, transportes e planejamento estratégico.

Os custos logísticos de uma empresa podem equivaler a cerca de 19% do seu faturamento. Assim, a falta de planejamento na gestão do custo logístico pode significar um risco a própria existência da empresa. A falta de informações sobre custos é uma das maiores dificuldades que muitas companhias passam na modernização e implementação de processos mais ágeis nesta área da logística e do gerenciamento de distribuição.

Para isso, o sistema deve possibilitar a simulação de diferentes políticas de produção para perceber como se comportam os custos diante destas modificações. Além disso, este sistema deve alocar os custos indiretos de maneira não distorcida para que se possa custear os produtos e assim mensurar a rentabilidade não só dos produtos, como também dos clientes.

A necessidade de sistemas integrados para o gerenciamento de informações dos custos, da produção até chegar à distribuição, desencadeou mudanças nos sistemas convencionais das empresas. Assim, as empresas passam a ter como objetivo a identificação dos reais custos de produção até sua distribuição final.

O mapeamento do custo logístico

O ponto mais básico de uma boa gestão de custos logísticos é separar os gastos fixos dos variáveis. Assim, torna-se possível identificar quais deles são supérfluos – para poder reduzi-los ou eliminá-los – e de que forma eles impactam na precificação dos serviços.

É a separação dos custos e a identificação da participação de cada um deles nos gastos totais da empresa que determina e permite que você acompanhe a evolução deles nas atividades.

Após esta separação é preciso estabelecer uma metodologia de custeio, que é a forma como uma empresa define o preço de venda dos serviços. A ideia é separar os custos fixos dos variáveis e definir a participação deles na precificação final.

Custo logístico determinando o bem da empresa

O mais importante de todo o processo é que, o tomador de decisão tenha conhecimento para processar a informação disponibilizada.É preciso saber o que está sendo considerado e conhecer as limitações do sistema gerencial.

O gerenciamento de custos logísticos pode ser adaptado de acordo com seu objetivo desejado. Desta maneira, é possível desenvolver um sistema para atender apenas uma atividade, um conjunto de atividades ou até mesmo todas atividades logísticas da empresa.

Porém, o aumento do escopo deste sistema de gestão de custo logístico pode repercutir na falta de foco. Daí o hábito de muitas empresas de direcionar o sistema para o tipo de controle ou decisão que se pretende dar suporte.

Analisando o mercado nacional é fácil constatar que as grandes dificuldades à redução de custos logísticos estão na infra-estrutura do país, principalmente de transportes, portuária e alfandegária, e os impostos em cascata.

Custo logístico de armazenagem

Custo logístico com armazenagem

O custo logístico de armazenagem é aquele aplicado nas estruturas e condições necessárias para que a empresa possa guardar seus produtos adequadamente. Por exemplo o aluguel de um galpão para a armazenagem, aquisições de paletes ou empilhadeiras se for necessário, etc. Os custos de armazenagem são gerados pela produção que não é vendida. Assim irá impactar negativamente o resultado.

O armazenamento consome espaço, demanda movimentação dentro da fabrica, pode danificar o material, e torná-lo obsoleto. Caso isso ocorra, se tratará de um custo de manutenção do capital.

Custo logístico com transporte

Geralmente, os custos de transportes alcançam cifras consideráveis. Esse custo costuma dar origem às despesas com frete que está inclusa no preço. Todas as despesas relacionadas à movimentação de materiais fora da empresa – seja para leva-la da empresa ao cliente final ou mesmo de um fornecedor a outro – podem ser consideradas custos com transportes.

Enquadram-se aqui os custos com a depreciação dos veículos, pneus, combustíveis, manutenção ou qualquer sucateamento por excesso de uso ou mesmo por abandono. É importante também que se diga que os custos de transportes representam 59% dos custos logísticos.

O importante nesta fase da cadeia é conseguir o rastreamento dos custos, para compreender onde estão os gargalos que aumentam os custos da operação. Sem esse rastreio e mapeamento é possível mensurar custos dos canais de distribuição dos clientes. Esta informação é primordial para análises de rentabilidade.

Além disto, uma boa análise deste setor pode – e deve – ser utilizada pelo pessoal da área comercial no processo de segmentação da carteira de clientes. Desta forma o nível de serviço pode ser estabelecido não só em função da necessidade dos clientes, mas também em função da rentabilidade que propiciam à organização.

Algumas empresas adotam a estratégia de terceirizar o transporte de suas mercadorias. Esta prática ajuda a reduzir os custos com gestão e de manutenção de frota, mas precisa de um alinhamento bem feito com a empresa parceira e uma certa integração de informações para não perder dados importantes relacionados a esta etapa do processo logístico. Caso opte pela terceirização do transporte, procure parceiros que trabalhem com um sistema informatizado, atendam sua área de atuação e ofereçam um bom suporte.

Para saber mais sobre a logística de transporte, acesse nosso artigo: Logística de transporte: como melhorar a eficiência nas entregas

O futuro da empresa e o custo logístico

Fazer a gestão de custos logísticos é importante para que os gestores tenham conhecimento sobre os custos envolvidos nas operações. A partir do momento em que se tem essa noção, a tomada de decisão de melhorias se torna mais direcionada. Além da possibilidade de reduzir os gastos sem influenciar na qualidade dos serviços prestados.

Com esse mapeamento completo, consegue-se aumentar a eficiência dos processos, aumentar a lucratividade e tornar a empresa cada vez mais competitiva no mercado. Assim, é obrigação da empresa entender que o custo logístico deve ser bem dimensionado e controlado. Com o acirramento das concorrências entre mercados e localidades, será mais competitiva aquela que apresentar melhor qualidade e menor preço para o consumidor.

Para tirar mais dúvidas sobre a gestão do custo logístico da sua empresa, entre em contato com a Metrópole Logística. Um de nossos consultores pode fazer uma análise gratuita da sua operação e oferecer a melhor solução de acordo com a sua necessidade e com o menor custo.

Se você gostou deste conteúdo, inscreva-se na nossa newsletter e receba em seu e-mail mais dicas sobre como melhorar a gestão de custos da sua empresa.

Terceirização de transportes com a Metrópole

Fale com um de nossos consultores e conheça nossas soluções de terceirização de transportes para empresas

Faça uma avaliação gratuita
Posts Relacionados
Comentários:
Assine a Newsletter e saiba mais sobre os serviços e novidades do mercado.

Rua Calçada Procion, 23 - Sala 04 - Centro de Apoio II - Aphaville - Santana de Parnaíba
Telefone: (11) 5069-5255

Todos conteúdos © Copyright 2018 Metrópole Logística LTDA. Todos os direitos reservados.